Alopecia androgenética

Alopecia androgenética, também conhecida como calvície, acomete homens e mulheres e é geneticamente determinada. A doença se desenvolve desde a adolescência, quando o estímulo hormonal aparece e geralmente se expressa por volta dos 40 e 50 anos.

A principal característica clínica é o afinamento dos fios, cujo termo mais apropriado é a miniaturização dos fios a cada ciclo capilar. Com isso, o couro cabeludo torna-se mais aparente. Nas mulheres, a região central é mais acometida. Nos homens, as áreas mais abertas são a coroa e a região frontal (entradas).

O tratamento baseia-se em estimulantes do crescimento dos fios como o minoxidil e em bloqueadores hormonais. O objetivo do tratamento é estacionar o processo e recuperar parte da perda.

Fonte: site da Sociedade Brasileira de Dermatologia